quarta-feira, junho 07, 2023

Workshop de Aguarela Botânica

Cartaz de divulgação de Workshop de Aguarela  Botânica com Sara Simões, 7, 14, 21 e 28 de Julho de 2023 das 18h às 21h


Em Julho de 2023 irei orientar um novo wokshop de Aguarela Botânica em quatro sextas-feiras, das 18h às 21h. Será em Lisboa, entre o Saldanha e Arroios, no fervilhante Armazém 3 - um atelier partilhado pelas marcas de cerâmica artesanal Clementinatelier e Mufla com outras criadoras.

Ao longo das quatro sessões vamos abordar questões técnicas da aguarela aplicadas diretamente à representação dos volumes que configuram as estruturas das plantas

Já repararam que os caules são simplesmente cilindros (ou por vezes prismas), muitos frutos são esféricos e muitas flores são cónicas? Compreendendo o comportamento da luz nestas versões de sólidos geométricos e dominando a pintura de gradientes e as misturas de cor, teremos os principais ingredientes para descrever o universo vegetal com exactidão e delicadeza.


Em cada sessão vão ser propostos exercícios a partir de plantas frescas disponibilizadas.

7 de Julho - Técnicas, gradientes e sólidos geométricos

14 de Julho - Caules e folhas

21 de Julho - Botões e flores

28 de Julho - Frutos e sementes


Vai ser proposto, para desenvolver em casa, o projeto de uma prancha de ilustração botânica com vários aspetos da mesma planta. A evolução deste trabalho poderá ser acompanhado nas sessões, onde discutiremos questões relacionadas com a composição e o tratamento da informação botânica.



Inscrição:

As quatro sessões de formação terão um custo de €90.

https://forms.gle/yhU4k8adkaoNNock9



Material recomendado:

- Caixa de aguarelas da gama artística, em tubo ou pastilha (ex. marca Van Gogh)

- Pincéis redondos pontiagudos sintéticos (ex. marca Van Gogh)

- Papel de aguarela de 300g de boa qualidade 

- Recipiente pequeno para água

- Paleta plástica branca ou godés

- Papel absorvente para limpezas

- Lápis de grafite HB

- Frasco recarregável de spray para água

A formadora irá disponibilizar algum material. Se os participante não levarem material para a primeira sessão podem usar o material disponível e esclarecer o que valerá a pena adquirir.


Localização:

https://goo.gl/maps/XhPGNECzRBVK15q67




Sobre mim:


Sara Simões, 1980. 
Ilustradora, designer e formadora

Licenciada em Design Industrial, IADE

Pós-Graduações em Desenho e em Anatomia Artística, FBAUL

Formação em Ilustração Científica com Pedro Salgado

Participa nas expedições de desenho de campo com o Grupo do Risco desde 2007

Ilustrou os livros infantis de iniciação botânica Salada de flores, Sementes à solta e Hortas Aromáticas (2011-2013), escritos por Fernanda Botelho

Autora do livro de edição artesanal Uma Mão Cheia de Amoras

Orienta uma sessão mensal de desenho no jardim da Casa da Cerca desde 2013

Tem experiência em ilustração botânica e didática, conceção de personagens, ambientes e storyboards para animação 3D, conceção de vegetação para cenários para animação stop motion, criação de interfaces gráficos para software educativo e desenho de mobiliário e stands.

Dá formação técnica no ensino secundário profissional, sendo responsável pela coordenação do curso de Desenho Digital 3D da Escola Digital.


https://linktr.ee/sara.simoes.ilustracao






segunda-feira, dezembro 20, 2021

Desenhar no Aquário Vasco da Gama


Estes desenhos foram feitos na minha última visita ao Aquário Vasco da Gama, um lugar calmo onde é possível observar os animais com a atenção que merecem. 

#aquariovascodagama

sábado, outubro 16, 2021

sábado, janeiro 26, 2019

Experiências com Marcadores Paper Mate Flair M


Já sabiamos há muitos anos que a tinta das canetas Futura pretas podia ser diluída com um pincel para criar aguadas interessantes que se desdobravam em tons mais ou menos azulados ou arroxeados.
Entretanto a marca mudou e a gama de cores disponíveis foi ampliada.


Comprei um conjunto Paper Mate Flair M de 24 cores e tenho aproveitado os quartos de hora que duram as minhas viagens de comboio para fazer alguns esboços.
Estou satisfeita com a aquisição porque com três ou quatro canetas e um pouco de água no fim consigo criar rapidamente um registo colorido sem gastar  muito tempo. Se fizesse o mesmo com aguarela iria demorar mais a criar misturas pigmentos ou a procurar a proporção certa de pigmento e água.







Esta técnica exige algum treino para aplicar a quantidade ideal de linhas de cada cor, tentando adivinhar como resultará o efeito depois de aplicadas as aguadas.



Experiências com Marcadores Tombow e Cª

Tinha aqui os marcadores Tombow abadonados numa gaveta há anos mas finalmente retirei-as da escuridão.

 Dois sketchers inspiraram esta saída para a luz:
- por um lado, o César Caldeira, que me ofereceu um caderninho laranja de folhas acetinadas, mesmo a pedir um regabofe de marcadores;
- por outro, o Richard Câmara e as suas misturas de marcadores Stabilo que me fazem pensar continuamente no círculo cromático e em como podemos sobrepor cores complementares para obter sombras de cores neutras.
 Obrigada, César e Richard! :)



Comprei mais alguns marcadores para completar a minha paleta, incluindo um azul da marca Koi e um lilás da marca Ecoline. Escolho cores claras e obtenho mais intensidade sobrepondo camadas.





domingo, janeiro 20, 2019

Rena a saltar - 2



Há exposições em que uma visita não chega. É o caso da exposição Body Worlds - Animals Inside Out, que esteve na Cordoaria Nacional no verão de 2018.

Já tinha desenhado uma rena e depois desenhei outra.

E ainda lá voltaria pelos esqueletos de avestruz e de coelho, a girafa e o colossal elefante, se a exposição não tivesse terminado.








Fotografias de Helena Ambrósio

segunda-feira, dezembro 31, 2018

Rota dos Jardins Históricos - Santar e Mangualde - com os Urbansketchers Portugal

A 20 Outubro de 2018 tive a agradável companhia da Ketta Linhares e da Paula Xavier a desenhar na região de Nelas. 
Fomos representar os Urbansketchers, marcando presença no evento Os Jardins Históricos nas Rotas Turísticasque decorreu de 18 a 20 de Outubro 2018, organizado pela Associação Portuguesa dos Jardins Históricos
Após dois dias de conferências de reflexão sobre jardins, entrámos nós, no terceiro e último dia, para acompanhar e registar as visitas guiadas a vários jardins em Santar e Mangualde. 

Foram muitos os belos lugares que, em apenas um dia, surpreendentemente conseguimos desenhar.
Obrigada à AJH pelo acolhimento!
















Montesinho, Trás-os-Montes - no fim de Outubro

Em Outubro de 2018 estive em Montesinho a explorar paisagens para um filme de animação da Sardinha em Lata. Estou a colaborar na pré-produção.