segunda-feira, julho 24, 2006

Retrospectiva às minhas aguarelas

Dentro de pouco tempo irei a Inglaterra visitar uma amiga e fazer um curso de aguarela durante uma semana.
Tenho praticado e decidi reunir esboços e exercícios antigos e novos; aqui podem ver alguns deles.



Rosa e Laranja. Maio de 1997
Apontamentos num diário gráfico do secundário, feitos a partir de um livro.



Paisagem do Jardim Botânico da FCUL. Agosto de 1999
Numas férias de verão tirei um dia para passear e desenhar um pouco. Este desenho foi feito com marcador preto antes de aplicar cor.



Pimento. Setembro de 2000
Em tempo de sardinhadas, pintei este pimento com aguarelas como base e pastel por cima. Gostei bastante do efeito.



Experiências. Agosto de 2001
Voltei à técnica "pastel (ou lápis de cor) sobre aguarela" para fazer algumas experiências.



Coroa imperial. Agosto de 2005
O meu Elfo estraga-me com mimos e, volta e meia, aparece-me com um ramo de flores que eu tento desenhar logo que possível para não murcharem. Desta vez tinha umas belissímas flores branquinhas que me desafiaram a representar a pureza do branco. Foi nesta altura que percebi que queria aprender a dominar muito bem a aguarela e daí para a frente comecei a fazer exercícios nesta técnica.



Romãs. Novembro de 2005
Estas foram pintadas à pressa e sem a dedicação que mereciam. Além disso a textura foi aplicada antes de a volumetria e claro-escuro estarem bem resolvidos.



Tangerina. Dezembro de 2005
Antes de pintar esfreguei uma vela na zona do papel onde iriam estar os brilhos da laranja. A cera acumulou-se nos altinhos do papel de aguarela e vedaram-nos às sucessivas pinceladas cor de laranja. Aqui consegui fazer uma sombra razoavelmente suave porque já sabia um pouco melhor como trabalhar a húmido sobre húmido.



Rosa. Janeiro de 2006
Mais um miminho do Elfinho. :) Antes de pintar a rosa a aguarela fiz um estudo prévio do claro-escuro a grafite. Foi uma óptima ajuda e um procedimento que recomendo. Não acabei a aguarela porque não tive tempo e entretanto o botão murchou, mas fiquei muito contente com o resultado porque, para variar, tem um ar fresco e não está sobretrabalhado.



Copinhos de licor. Junho de 2006
Os meus lindos copinhos de vidro verde foram comprados na Feira da Ladra. Infelizmente tive o azar de partir um deles mas como gosto tanto do vidro acabei por guardar o que sobrou para usar como godé para a tinta-da-china.
Aqui consegui trabalhar bem as cores mas acho que sobrepus demasiadas aguadas e ficaram com aquele ar lambido que me chateia.



Outra rosa. Julho de 2006
Um exercício feito à hora de almoço. Fiquei contente com as cores mas tenho pena de não ter tido tempo de trabalhar melhor os contrastes.



Laranja. Julho de 2006
Tentei mudar de estilo e em vez de tentar esfumar as pinceladas como de costume, trabalhei as manchas mais descontraidamente e com menos passagens de pincel.

6 comentários:

Ana Oliveira disse...

serei eu ou não estão aqui desenhos nenhuns?

velhadaldeia disse...

Tens razão, Ana!
Não sei porquê, mas não estou a conseguir fazer o upload das imagens.
O blogger está a dar uma mensagem de "SERVER NOT FOUND".
Assim que conseguir actualizo o post com as imagens.

Sara

Filipe disse...

ia dizer a mesma coisa... boa sorte com o curso!

velhadaldeia disse...

Finalmente dei volta às manhas do blogger e conseguir colocar todas as imagens neste post! Ena, ena!

Sara

Anónimo disse...

Não tive oportunidade de te dizer que gosto muito dos teus desenhos roas e laranja, de 97. São muito expressivos e soltos. Mais até que desenhos mais recentes. Embora ache que a sardinha e a folha estão outra vez a voltar a ser desenhos bastantes expressivos e cheios de plasticidade. É só uma opinião pessoal. Muitos beijinhos!

velhadaldeia disse...

Anonymous:
Concordo! A minha rosa e laranja de 97 foram feitas com umas aguarelas baratuchas sobre papel cavalinho e têm muito melhor aspecto do que coisas recentes que tenho feito!
Na altura eu estava a experimentar e a divertir-me à grande...
Se calhar o meu problema é que agora estou demasiado preocupada em fazer tudo "como deve ser" e acabo por estar demasiado tensa e isso nota-se no resultado!
Parece que devo ter alguma coisa a aprender com a Sarita de 16 anos...
Obrigada por este comentário! Deu-me que pensar! :)
Sara