segunda-feira, junho 11, 2007

Field sketching nas Berlengas

Ontem cheguei das Berlengas com um caderno de desenhos recheado com paisagens, animais e plantas que contemplei ao longo de uma semana.
Esta semana de field sketching, ou desenho de campo, foi organizada pelo meu professor de ilustração científica, o biólogo e ilustrador Pedro Salgado, com o objectivo de homenagear as Berlengas. Fomos um grupo de 7 pessoas: 6 a desenhar e 1 a fotografar. Também houve captação de som. A câmara de Peniche apoiou-nos, tratou da logística e ontem ofereceu-nos um jantar de lamber os beiços.



Foi óptima a possibilidade de passar uma semana inteirinha a fazer o que mais gosto - desenhar! E foi fabulosa a aproximação aos animais que habitam a ilha. Tive na mão lagartixas de bocage e filhotes de gaivota; fiz festinhas às pardelas; e arrisquei-me nas falésias para espreitar de binóculos os ninhos dos corvos marinhos nas ravinas.



Uma das experiências mais marcantes foi a ida aos Farilhões, um grupo de pequenas ilhas que fazem parte do arquipélago das Berlengas. Passámos 24 horas na ilha maior - o Farilhão Grande - num ambiente mais selvagem, longe da civilização e dos turistas da Berlenga. À noite chegaram as pardelas para passar a noite na ilha e revezarem-se com os parceiros que tinham ficado a incubar os ovos. Estas aves foram a minha maior paixão destes dias. São dóceis e emitem os som mais cómicos que já ouvi em aves.

Tive oportunidade de praticar o desenho sob a forma de esboços rápidos ou de registos mais cuidados, e de usar as aguarelas para captar a luz da ilha. Aprendi pelo desenho acerca das espécies que observei.

O convívio foi excelente e teve como acompanhantes uns belíssimos cozinhados devidamente regados. Ficou a vontade de repetir a experiência por outras geografias.

O passo seguinte é organizar uma exposição em Peniche, a partir de Setembro, onde vai ser possível expor os cadernos e ampliações de uma selecção dos desenhos e das fotografias.

3 comentários:

Rebel Alliance disse...

gostei muito dos desenhos... aliás sempre me fascinaram este tipo de registos. parabéns

Anónimo disse...

Ola Sara, grande blog! So fa desta Cagarra.
Tive muita muita pena de nao ter podido seguir nesta expedicao, mas outras havera!
Uma vez mais, parabens pelo Blog!

PeF

Sara Simões disse...

Olá, PeF!
Espero que esteja a correr tudo bem contigo. Já sei que vais expôr em Sta. Cruz. Parabéns!
Aqui a cagarra foi uma descoberta do Marco, que era a pessoa do grupo mais interessada em aves. Estivemos a desenhá-la com a cabeça metida num buraco na rocha e ela olhava-nos fixamente e de frente, enquanto chocava o ovo. Mais tarde encontrámos mais cagarras. As dos Farilhões eram especialmente dóceis. Adorei estes bichos.
Beijinhos e (espero) até breve!
Sara