segunda-feira, dezembro 01, 2008

Desenho de modelo #21


2 comentários:

CatarinaGarcia disse...

Gosto muito da pose escolhida, de resto a técnica, já a dominas.

Em relação ao curso tenho noção do valor que tem e se o tivesse na altura dava pois deve ser mesmo muito bom e vejo-o cada vez que venho ao teu blog, só que não pude mesmo participar infelizmente. Uma coisa que eu reparei no teu blogue e no do Francisco foi que vocês exploram as técnicas ao máximo, vão ao máximo detalhe do que cada material pode dar e eu não me lembro de alguma vez ter tido uma cadeira na faculdade que nos desse essas bases assim tão específicas, simplesmente foi falado por alto em alguns casos (excepto gravura) e tive que aprender quase tudo por mim própria experimentando e lendo qqr coisa. Penso que já mudou um pouco no novo modelo de curso na fbaul mas mesmo assim não parece ser tão específico.
Estive a pesquisar e descobri que o Pedro Salgado também é professor do mestrado de desenho na fbaul na cadeira de desenho científico. Não sei se é exactamente a mesma coisa que um curso de ilustração científica mas em princípio, se o mestrado abrir (este ano não abriu por não haver alunos suficientes) vou fazê-lo para o ano e ai já terei algumas bases espero eu.

Quanto ao livro, parece-me ser bastante original pelo modo como as paginas se sobrepõem e dão a sensação de profundidade, até hoje nunca vi nenhum assim. Eu sou uma livro-maníaca, e por isso para a semana ou na outra vou la espreitar ao bairro alto e depois logo digo qqr coisa :)

Continua com o óptimo trabalho (já tenho tantas saudades de ter desenho de modelo) que eu venho cá ver sempre :D

Sara Simões disse...

Alô, Catarina!

Obrigada por mais uma visita!

O mérito das poses é da Ana, a nossa modelo. :)

Em relação à exploração das técnicas, o curso de IC é um grande incentivo porque é muito exigente em termos de rigor. Não há muita margem para o acaso e tudo tende a ser bastante controlado para se obter os resultados que se pretende. O Pedro faz demonstrações e passa-nos as primeiras noções para percebermos como o material funciona. Depois o quanto avanças numa técnica depende essencialmente de ti e do quando experimentas.

Quanto ao programa da cadeira de Desenho Científico no mestrado de desenho, pelo que o Pedro me disse, é igual ao do workshop, com a única diferença na avaliação e no nível de exigência. A estrutura do curso do IAO é mais uma vez a mesma, com a vantagem de se estender durante vários meses e dar para teres acompanhamento à medida que desenvolves um projecto.

Ah. Quando quiseres juntar-te à festa e vir desenhar modelo connosco, avisa. :)