terça-feira, janeiro 19, 2010

O jacinto no novo ano #2

O mesmo bolbo, dois dias depois da primeira aguarela.

5 comentários:

Ana C. Nunes disse...

A diferença é espantosoa.
E quem me dera conseguir pintar assim com aguarela.
Parabéns!

Sara Simões disse...

Olá, Ana.
Sabes que entre o momento em que eu faço o desenho de base e aquele em que acabo a pintura a planta já tem diferenças? Neste último registo devo ter demorado quatro hora s e qualquer coisa. Notei que algumas flores abriram um bocadinho mais, alguns ângulos mudaram ligeiramente e o botão mais próximo do ápice ficou nitidamente mais alto. :)
Quanto às aguarelas... experimenta tu também. ;)

AG disse...

Sinceramente, que prazer me cruzar com desenhos cujo aroma ultrapassa a virtualidade.
Estou muito contente por passar por aqui.

Olha, se gostares,um olho atento às cheirosas frésias (as minhas favoritas) que já brotam... (:

Concha disse...

Extraordinárias estas aguarelas! Este ano forcei jacintos (e muitos outros bolbos) e gostei imenso de assistir aos progressos diários das flores.

Sara Simões disse...

Olá, Concha.
Gostei de ver os teus jacintos e os teus trabalhos.
Ontem, pelo terceiro ano consecutivo, as flores azuis começaram a espreitar por entre as folhas do meu jacinto, o mesmo que ilustrei antes. Desta vez estou cheia de trabalho e sem tempo para o registar... :(
A série de três aguarelas do jacinto que está aqui no blog vai estar exposta em Almada na Casa da Cerca de 26 de Abril a 4 de Setembro de 2011. Se quiseres espreitar, já sabes. ;)